quarta-feira, 8 de abril de 2009

piano voador.



Tomo a liberdade de vos informar que existem ainda pianos voadores: há um "diz que disse" por aí nas bocas do mundo que afirma que ainda se atiram pianos da janela fora.
Imaginem-se enervados. Já está?
Agora imaginem-se indivíduos possuidores de um tamanho camarro capaz de levantar um boi, um elefante, um gorila do Amazonas e um panda-gigante da China, num só braço. Imaginem-se também muito enervados, com o vosso estado neurótico a atingir o seu auge, com os olhos muito vermelhos e as veias do braços e das axilas mais nítidas que qualquer outra borbulha gorda da vossa cara. E agora, imaginem qual era a primeira coisa que fazia se à vossa frente se encontrasse um piano que plantava no ar uma música de embalar para bebés.
Lá está: pegavam no piano e faziam dele uma ave de rapina a voar sobre o parapeito da janela.
Com isto tudo, resta-me dizer: quando passerem perto de um arranha céus, olhem para cima antes de darem um passo em frente.

4 comentários:

Ar disse...

O que me vale e que nao vivo perto de arranha céus :)

Joana Éme. disse...

lembrou-me um reclame que havia da inveja de um carro, salvo erro. chovia logo um piano! (risos)
mais uma vez, as metaforas ousadas dão cabo de mim - a partir da das axilas está genial.

Danny disse...

ainda bem que nao existem muitos individuos dotados de tal força x)
se bem que num funeral era interessante: "coitado, caiu-lhe um piano em cima"

Beatriz Cró disse...

sabes tudo. (l)